terça-feira, 20 de agosto de 2019

Trabalho de Néle Azevedo

Com produção de Stella Marini, em frente ao Teatro Municipal, encontando todos ops que por lá passavam.
Vale ver o video produzido  pela CNN.
Parabéns a todos  e à Arte Brasileira, que não se abate apesar de tudo!

https://www.youtube.com/watch?v=ATjpjiQBWhw&feature=player_embedded

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Um assunto bem atual

O Grotesco e o Sublime... polaridades que exigem reflexão...

Vamos refletir juntos, brincando com a cerâmica? 


terça-feira, 6 de agosto de 2019

A simbologia do monstro

               Os monstros fantásticos fazem parte do nosso imaginário desde  as mais remostas eras e
      são frequentemente encontrados nas manifestações artísticas dos homens.

               Eles podem representar  a tomada de consciência de emoções  e sentimentos guardados 
      no mais íntimo de nossa psique. Estando lá, nos domínios do inconsciente, ainda não os 
      podemos nomear – nem mesmo conhecer.

        Ao encontrar suas formas, aceitá-los e  dar-lhes nomes  reconhecemos sua dimensão psíquica.
       
        E assim, possivelmente, a maneira como lidamos com esses símbolos poderá vir a refletir-se 
     em nossa vida cotidiana.




                                                                    Ultimas vagas !

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Encontro com seus guardiões


Retomando atividades de  ceramista me deparo com um desafio : encontrar meus monstros internos, que como guardiões , mantêm minha lucidez e minha vontade de viver. Transformo-a em proposta a quem topar. Local e datas ainda a serem decididos. 
Se interessar : heloisareis@globo.com



"Encontre  seus  guardiões”
                                                           
                                                    Justificativa

No mundo da simbologia, os guardiões são seres espirituais que acompanham os seres humanos e suas atividades.  Têm a incumbência de nos revelar as regras divinas da nossa atividade humana.  Com o  desenvolver de nossa consciência reconhecemos que podem ser aspectos de nossa  personalidade, reflexos de conflitos internos e  medos, perfeitamente possíveis de serem , aceitos , trabalhados e também superados.

Com a cerâmica podemos construir formas livres, tiradas do inconsciente em gestos espontâneos e com elas dialogar. Ao  acompanhar o processo de secagem podemos  interferir, burilar, modificar até que  decidamos  entregá-la  ao fogo para sua transformação final em pedra ou à  água para sua dissolução em barro novamente.

Proposta
Seis aulas semanais  de 2 horas cada.
1ª aula .  Apresentação do tema com Power Point
                 Apresentação do material
                 Exercício prático introdutório.
2ª aula .  Início  dos trabalhos individuais
                 Modelar o  barro hidratado
3ª aula .  Secagem média : esculpir e acrescentar detalhes.
4ª aula .  Avanço na secagem : Texturar, alisar, dar acabamentos
5ª aula .  Secagem completa : Lixar. Avaliar resultados. Decidir: fogo ou água.
6ª aula .  Receber  a peças que forem queimadas e decidir esmaltação ou acabamento
                 final a frio.
    
Informações : heloisareis@globo.com


sexta-feira, 5 de julho de 2019

Fernando nos fazendo aprender


Neste momento em que Fernando já está no plano etéreo, certamente reecontrando seus queridos Mestres  a quem sempre foi fiel e devotado,  me vejo diante da  leitura de seus relatos dirigidos a todos nós que o amamos tanto.
Em texto sincero, generoso e pleno ele traz um texto-coração. Transborda entre  palavras e sentimentos com a pureza de sua verdade.
São relatos e sensações de episódios de uma vida vivida com a intensidade de quem acredita -  e faz questão de não esconder de ninguém -  na necessidade  de  que, enquanto humanos,  sintamos sempre  ressoar  em nós  a  Fé inabalável  nos desígnios divinos.
Fernando simplesmente revela seu assombro e admiração pelo milagre que é viver. Conta suas experiências, relata suas aventuras e expressa  imensa gratidão à vida e às pessoas com quem pode interagir, sempre ajudando e sendo ajudado.
A Natureza sempre  presente, na intensidade de sua relação com as  emoções frente aos mistérios da vida. Com  Pachamama   ele aprendeu – e  apreendeu . Espalhou  singelos , puros  e profundos  ensinamentos a quem quis ouvir.
Ele que nunca negou-se a estender a mão ou a dar uma palavra  a quem precisasse, encontrou uma forma de permanecer vivo entre os humanos transformando este texto em um objeto útil - um livro. 
A Natureza ensina: vivências fantásticas & fatos verídicos.

Fer,  meu filho, obrigada por tudo! Pelos filhos que deixou -  Giovanna e Luigi -  pelos amigos que sempre o cercaram de atenção e carinho e pela oportunidade que  proporcionou a mim a seu pai e a seus irmãos de  mostrar como as convicções na continuidade da vida da alma pode nos trazer a coragem de enfrentar dignamente – e nos momentos mais difíceis - as barreiras do corpo físico.
Nos encontramos pelo coração diariamente, e um  dia nos reabraçaremos.

sábado, 13 de maio de 2017

Tradição e ruptura

A linguagem em Arte tem dois aspectos não excludentes : o seu sistema de organização entre elementos, relações, princípios e conceitos  e a sua expressão .

Não raro,  vimos ao longo da História da Arte   um embate entre esses dois aspectos , com a predominância ora da importância dada a um, ora a outro...

Ao fechar-se em seus limites o sistema de linguagem a obra tende ao academicismo  e  ao  abrir-se à expressividade  sempre rompe com o sistema,  provocando e causando polêmicas.

Assim tem sido ao longo da História ... e esse diálogo entre Tradição e Ruptura vem constituindo a imensa  riqueza dessa capacidade do homem  :  a de fazer  Arte.